O SELL – Simpósio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários é um evento bienal realizado pelo Curso de Letras da Universidade Federal do Triângulo Mineiro UFTM, na cidade de Uberaba- MG. Ao longo de suas cinco edições, tem primado por atividades acadêmico-científicas que contemplam as áreas de Linguística e Literatura com enfoque nas três habilitações que compõem o Curso de Letras (Língua Portuguesa, Língua Espanhola e Língua Inglesa). Dentre as atividades realizadas, destacam-se as conferências internacionais, grupos de trabalho, mesas-redondas, comunicações individuais e coordenadas, minicursos, exposição de painéis e atividades artístico-culturais.

Desse evento, resultam artigos que são publicados na Revista do SELL (com Qualis da CAPES), um periódico que conta com avaliação de pareceristas ad hoc, pertencentes a diferentes instituições nacionais e internacionais, nas áreas de língua(gem), de estudos literários, ensino de línguas (materna e estrangeira) e de literatura. Nesse sentido, a revista tem sido um meio de registrar e também divulgar as reflexões que são desenvolvidas nas diferentes edições do simpósio.

A edição VI do SELL, a ser realizada de 29 a 31 de maio de 2017, tem como tema fundamental a noção de liquidez e seus impactos materializados em diversas manifestações da linguagem. Nesse território volátil, com fronteiras movediças, procura-se discutir e compreender o espaço ocupado por múltiplas semioses, os diálogos que estabelecem entre si, as interações entre diferentes áreas de investigação e de pesquisa.

Em uma época de transição, calcada nos imperativos do consumo, indaga-se que posições o sujeito está autorizado a ocupar e ainda que papéis pode desempenhar em territórios de paisagens incertas e inacabadas. A noção de fluidez remete também à fragilidade dos vínculos que se dão em um mundo globalizado, à própria dificuldade de se firmarem laços mais profundos e duradouros. As relações que emergem nesse contexto de volatilidade explicam a produção de ilhas de isolamento, comumente ancoradas no poder econômico ou no desejo de proteger crenças e culturas.

O novo cenário, apesar de ser entendido como multicultural e globalizado, está contraditoriamente alicerçado nos paradigmas de aproximação e afastamento. Em suma, trata-se de um cenário que demanda discussões e interpretações provenientes de vários campos de saber, reflexões que a VI edição do SELL objetiva promover.