EDIÇÕES ANTERIORES

 

Histórico, importância e justificativa do evento no contexto em que se insere.

 

O I SELL, realizado no período de 13 a 15 de junho de 2007, com o tema “Leitura, escrita e formação de professores”, contou com 550 participantes de 14 estados brasileiros: Pará, Alagoas, Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Entre os conferencistas, estavam os professores João Wanderley Geraldi, da UNICAMP; José Luiz Fiorin, da USP e Ezequiel Theodoro da Silva, da UNICAMP. Além dos conferencistas, o I SELL contou com a participação de vários outros estudiosos, com destacado trabalho na área de Letras, para a realização de minicursos, dentre eles, a conselheira de Educação da Espanha no Brasil, Pilar Iglesias Aparício.

Em 2009, entre os dias 13 e 15 de maio, realizou-se II Simpósio Nacional e I Simpósio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários (SELL). Com o tema “Diversidade, identidade e fronteiras”, essa edição reuniu 800 participantes de 21 estados brasileiros. Entre os conferencistas, estavam o professor Dr. Charles Bazerman, da Universidade da Califórnia de Santa Bárbara, Estados Unidos, os professores doutores Luís Alberto Ferreira Brandão Santos, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e Luiz Carlos Travaglia, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Essa edição claramente apontou crescimento e relevância do evento para o seu público alvo.

O III SELL ocorreu no período de 11 a 13 de maio de 2011, com o tema: “Conhecimentos em diálogo: linguagens e ensino”, e contou com cerca de 900 participantes de diversos estados brasileiros. Compuseram o quadro de convidados para palestras e conferencias os seguinte pesquisadores-professores: Paul Dixon (Purdue University/EUA), Adrián Pablo Fanjul (USP), Clarissa Jordão (UFPR), Dilma Mello (UFU), José Sueli Magalhães (UFU), Junia Braga (UFMG), Neide Maia Gonzales (USP), Renata Soares Junqueira (UNESP-Araraquara), Rosane de Andrade Berlinck (UNESP/Araraquara), Sírio Possenti (UNICAMP), Sonia Zyngier (UFRJ) e Waldenor Barros Moraes Filho (UFU).

O IV SELL ocorreu nos dias 18, 19 e 20 de abril de 2013, com o tema: “Linguagens em diálogo”, e contou com a participação nacional e internacional de especialistas nas áreas de estudos linguísticos, literários e ensino de língua/literatura. Dentre eles: Prof. Dr. Augusto Ponzio (Universidade de Bari – Itália),  Profa. Dra. Maria de Fátima Rodrigues de Freitas Morna (Universidade de Lisboa), Profa. Dra. Susan Petrilli (Universidade de Bari – Itália), Profa. Dra. Maria Marta Pereira Scherre (UFES/CNPq), Profa. Dra. Gladis Massini-Cagliari (UNESP-Araraquara/CNPq), Profa. Dra. Marli Quadro Leite (USP), Profa. Dra. Claudia Riolfi (FE/USP), Profa. Dra. Carla Tavares (UFU), Profa. Dra. Maria Helena Nery Garcez (USP), Prof. Dr. Eduíno José Orione (UNIFESP) e Profa. Dra. Lílian Jacoto (USP).

O V SELL ocorreu nos dias 14, 15 e 16 de maio de 2015, com o tema: Teorias de Linguagens: pesquisa e ensino. Ao escolhê-lo, buscou-se compor uma programação que possibilitasse a construção de respostas para os seguintes questionamentos: quais teorias e reflexões estamos produzindo do campo dos estudos da linguagem? Quais pesquisas e conhecimentos estão sendo produzidos com vistas à formação de professores? Como estão sendo aliadas teorias e práticas? Para manter o sentido e o objetivo da interrogação sobre como estamos aliando, na universidade contemporânea, as questões relacionadas às teorias de linguagens, pesquisa e ensino, foram convidados especialistas que possuem trabalhos relevantes na intersecção do tema geral. Ou seja, tais especialistas foram chamados para discutir: i) a crise na contemporaneidade, linguagens e processos de formação; ii) o ensino da literatura; iii) aquisição de língua materna e ensino; iv) políticas públicas e linguísticas para línguas estrangeiras; v) estudos linguísticos de libras e português como L2 para surdos; vi) relações internacionais: língua e cultura; vii) a relação entre arte, cultura e educação e; viii) o PROFLETRAS como proposta formadora de professores da área de linguagem. Associando atividades artístico-culturais ao tema relações internacionais, língua e cultura, a Central de Idiomas Modernos (CIM), para comemorar os seus 20 anos, junto com o Departamento de Línguas Estrangeiras estarão à frente de uma discussão sobre a relação interdependente entre os conceitos de língua e cultura, tendo em vista o contexto de internacionalização vivenciado pelas universidades federais, em face do surgimento de programas que incentivam que seus estudantes realizem parte de seus estudos no exterior, tais como “Ciência sem fronteiras” e “Cultura sem fronteira”.

Nessas cinco edições, o SELL mantém, conforme já apontado, como principal característica o diálogo entre áreas e, principalmente, entre temáticas que remetem sempre a uma preocupação com a formação do profissional da área de Letras. Tanto que questões relacionadas à leitura e escrita, construção de identidades, diálogos entre linguagens, pesquisa e ensino já foram discutidas nesse simpósio. O sinal de que esse é um caminho profícuo pode ser comprovado pelo crescimento do evento entre o público acadêmico. Enfim, é importante repetir que o SELL vem se consolidando como um espaço onde se discute, de diversas perspectivas, as produções de linguagens (linguísticas e literárias) e suas relações com o ensino e a pesquisa.